31 outubro 2016

Corrimento vaginal: Você sabe o que é?

tipos de corrimento vaginal

Quando se fala em corrimento vaginal é sempre sinal de preocupação, pois geralmente é um indício do seu corpo que algo não está bem, ou seja, que houve alguma proliferação de bactéria ou fungos, que agora precisam ser vistos com a devida atenção para retomar a saúde do seu organismo.
Desta forma, resolvi escrever este post para te mostrar quais são os tipos de corrimentos mais comuns (alguns são somente indicativos de gravidez), quais são as formas de tratamento, assim como as medidas simples que servem de prevenção. Quer saber? Continue comigo.

Tipos de corrimentos


Existem basicamente cinco tipos de corrimentos que são reconhecidos de acordo com a sua coloração.

Corrimento branco (tipo leite coalhado): Possui uma textura espessa e geralmente provoca vermelhidão, coceira e sensação de queimação, tanto na vagina, quanto na vulva. Pode ser provocado pela candidíase (uma infecção causada pelo fungo cândida albicans), mas se apresentar um odor semelhante a peixe isso pode ser sinal de colpite que é resultado da ação de bactérias, fungos e protozoários.

Corrimento amarelo, amarelo-esverdeado ou acinzentado: Também pode apresentar forte odor de peixe, além de provocar dor e sensação de queimação durante o momento de urinar ou na prática sexual. Pode ser sinal de Tricomoníase (infecção transmitida através do sexo).
Porém se o corrimento possui um aspecto semelhante a um pus poderá indicar a presença de Clamídia que é também uma DST.

Corrimento marrom: Pode detectar a presença de sangue, além de apresentar sintomas como ardência na hora de urinar e dor. Neste caso, pode ser sinal de Gonorreia (DST transmitida através de uma bactéria).
Contudo, em casos mais graves pode ser um indicativo de câncer da vagina, do endométrio ou do colo do útero e neste caso é recomendável consultar imediatamente o seu ginecologista.

Corrimento transparente ou líquido: Possui aspecto semelhante à de uma clara de ovo e pode durar cerca de 6 dias. Geralmente é um indício de período fértil propício a gravidez. Por isso, não é um problema, apenas um sinal natural do corpo propício à gestação.

Corrimento rosado: Quando se percebe o surgimento deste tipo de corrimento é porque a mulher está no início da gravidez, cuja fecundação pode ter ocorrido em torno de três dias após o contato íntimo com o seu parceiro. Se sentir leves cólicas abdominais não há com o que se preocupar, pois é algo natural.

Formas de tratamento
Como o corrimento vaginal é um tipo de secreção diferente da lubrificação natural do corpo, o seu diagnóstico é confirmado através de exames médicos realizados pelo ginecologista como, por exemplo, análise microscópica do corrimento ou mesmo o popular Papanicolau.
O tratamento geralmente é feito com o uso de pomadas e cremes específicos que atuam diretamente sobre as bactérias e fungos.

Como se prevenir dos corrimentos?
Existem medidas simples que são bastante eficazes para prevenir o seu organismo de possível contágio que nada mais são do que cuidados higiênicos, como se pode observar a seguir:
  • ·         Lavar a região intima sempre com água abundante e uma gota de sabonete (não esfregue);
  • ·         Use calcinhas de algodão;
  • ·         Evite o uso de lenços umedecidos ou papel higiênico com perfume.

Com estes simples cuidados você evitará o surgimento de infecções vaginais e protegerá a mucosa vaginal da ação de fungos e bactérias que são as maiores causadoras de corrimento. Aproveite e compartilhe essas informações (post) com suas amigas.
Denise Coelho é blogueira e médica ginecologista e obstetra. Apaixonada por internet e por sua profissão, criou o Portal Bebês para auxiliar mulheres, mamães ou não, a cuidarem melhor da saúde.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

NEW CHIC

Copyright © 2015 | Design: Manu Scharam | Código: Sanyt Design | voltar ao topo