27 janeiro 2016

DIVÓRCIO POR CAUSA DE "LOUÇAS NA PIA"

Oi, gente, tudo bem?

Eu li essa semana em um blog (Mamãe Plugada) uma reflexão que me chamou a atenção e quero compartilhar com vocês. Quem é casada provavelmente vai se identificar muito.

 Divórcio por causa de “louças na pia”


Hoje li um texto sensacional de um pai que vive em Ohio, chamado Matt, que divorciou-se de sua esposa por que, segundo ele, deixava louças na pia. Ele escreve para seu Blog Must Be This All to ride.
Lendo assim, dessa forma fria, parece banal, né? Terminar um relacionamento, uma família, por conta de uma coisa tão simples de ser resolvida num diálogo. Mas eu admirei demais o relato dele, afinal, nosso dia a dia é formado por coisinhas simples e o que elas representam para cada um dos envolvidos num relacionamento como pessoas.

 “Parece tão irracional quando colocado dessa forma: Minha esposa me deixou porque eu deixo louças na pia, né? Na verdade, parece ridículo, e me deixa como uma grande vítima na história do nosso divórcio.

Sempre estamos preparados para apontar o dedo para explicar aquilo que não deu certo, eximindo-nos de nossa culpa, é do ser humano. A gente se justifica: “isso aconteceu por conta disso, daquilo”, nunca por minha culpa. Mas se algo de ruim no relacionamento ocorreu, nunca a culpa é de um dos dois só.

Sim, as vezes eu deixava copos na pia limpinha, recém organizada por ela, a centímetros de distancia da maquina de lavar louças. Tenho ciência que era só abrir a máquina e colocar o copo lá dentro. Não ia doer em mim fazer isso, mas o fazia por que nunca me importei se a pia estava ou não vazia. Aquilo nunca significou absolutamente nada para mim.

A cada copo que eu deixava na pia limpa, ela mudava um pouco mais. A cada copo na pia, maior a proximidade do nosso divorcio. Mas eu não imaginava isso. Eu, de forma teimosa, tentei fazê-la ver as coisas do meu jeito, sobre a minha ótica, de que aquilo não era nada para brigarmos ou esfriarmos nossa relação.

O fato é que os homens não são crianças, apesar de muitas vezes se comportarem como tal. Para o homem é muito importante o sentimento de respeito pelos outros. Sentir que sua esposa o respeita é essencial para que vivam uma vida com um propósito e significado.

 Talvez eu tenha achado que minha esposa devesse me respeitar pura e simplesmente pelo fato de termos assinado um papel de casamento, ou jurado amor eterno. Pensando assim, me poupei de ser merecedor do respeito dela, já que tinha virado obrigação. Mas do fundo do meu coração, nunca associei colocar copos sujos na máquina de lavar louças a conquistar o respeito de minha esposa.

A relação estava justamente no quanto aquele copo sujo na pia limpa era um ato de desrespeito ao que ela acabara de fazer. Me lembro dela dizendo o quão exaustivo era para ela toda hora ficar me dizendo o que fazer. E eu complementava: “Se você me disser o que você quer que eu faça, eu vou fazê-lo com prazer .”

Mas ela não queria ser minha mãe. Ela queria ser minha parceiro, e ela queria que eu a aplicasse todas as minhas capacidades de inteligência e de aprendizagem para o dia a dia de nossas vidas e das famílias.

Ela queria que eu percebesse todas as coisas que precisavam ser feitas (como ela dizia que sempre o fazia), e elaborasse o meu próprio método de gerenciamento destas tarefas.

Quando escutava essas coisas, aquilo me parecia tão irracional…

 Homens podem sim ajudar

Homens vivem inventando máquinas que podem voar em segurança. Estabeleceram a órbita solar e transplantam órgãos. Homens são bom em COISAS, em descobertas racionais, mas são em geral péssimos nessa parte intuitiva, psíquica, e não temos precisão nenhuma em prever como nossas esposas podem se sentir perante alguma situação, porque as respostas emocionais de ambos os sexos tendem a diferir dramaticamente.

“Mas, Matt! Por que raios você deixava o copo na pia limpa ao invés de colocá-lo na máquina de lavar?

Por várias razões:

1.      Eu poderia querer usá-lo novamente.

2.      Eu não me importo se tem um copo na pia, a menos se houvessem clientes a caminho (no caso, na empresa).

3.      Eu nunca vou me preocupar com um copo na pia. NUNCA. É impossível. Aquilo para mim e nada é a mesma coisa.

4.      Há apenas uma razão pela qual eu começaria a me importar com um copo sujo na pia limpa. A lição pela qual aprendi muito tarde: Porque eu amo e respeito minha parceira, e se isso realmente importa para ela, por que não fazê-lo? Entendi que, eu gastar 4 segundos da minha vida para deixar o copo sujo dentro da maquina de lavar poucas significaria que eu respeito os pensamentos e opiniões dela. E partir disso, o respeito/admiração dela por mim estaria a bons passos de ser reconquistados.

 Se voce parar para analisar, não trata-se simplesmente de um copo sujo, de uma coisa banal e sem valor. Olhe profundamente e verá que para ela, pode ser um ato de amor, de compreensão. Se amor é sacrifício, e se estou mudando uma atitude por ela, gastei 4 segundos por esse sacrifício de amor. Agora fala sério gente! Quatro segundos? Isso não parece ser o tipo de coisa mais complicada para fazer (e agradar) a pessoa que mais se sacrificava diariamente por mim e pela nossa família.

Eu não tenho que entender o porque ela se importa com a porcaria de copo sujo.

Eu só tenho que entender e respeitar o que a faz feliz. Em seguida, preocupar-me com ela = colocar vidro na máquina de lavar louça.

Cuidar dela = retirar minhas roupas espalhadas no chão.

Cuidar dela = não sujar o chão que ela trabalhou duro para deixar limpinho.

Cuidar dos meus familiares= começar a observar coisas pequenas, talvez sem importância para os homens, mas que para ela pode significar um tempinho a mais para apenas relaxar um pouco e não se preocupar com nada.

Cuidar dela = “Querida, você quer que eu traga alguma coisa para casa (em meu caminho de volta do trabalho)? ”

Cuidar dela = fazer um milhão de pequenas coisas que dizem “eu te amo” muito mais do que falar essas palavras.

Sim, é simples assim.

O homem capaz de mudar seu comportamento, com coisas simples, que interrompem segundos de sua vida, mesmo sem entender o porque mudar, ou mesmo não concordar com isso (mas fazer), está construindo um processo para um sólido relacionamento.

Os homens querem lutar pelo seus direitos de deixar o copo sujo lá. De lavar quando bem entender ou esperar que ela o faça.

 Homens costumam a pensar: Poxa vida, esposa! Me sacrifico muito por você, pela família, e você vem encrencar por uma porcaria de copo sujo na pia?

 Quando pensar assim, lembre-se que aquele pequeno copo sujo e idiota demora 4s para ser solucionado. Isso vale a harmonia do seu relacionamento? Você quer ter uma noite pacífica ou prefere debater por conta desse pedaço de vidro?

(…)

Um homem nunca tem a intenção de se divorciar de sua esposa porque ela está irritada com sua louça suja. Ele quer que ela concorde com ele, sob sua perspectiva, do quão idiota é aquele copo sujo. Ele espera que ela reconheça isso e concorde com ele, deixando aquele copo lá, para depois.

Porém, ela nunca concordará com essa visão masculina. A situação do copo sujo  representa qualquer atitude que ela sofra em que ela se sinta desvalorizada e desrespeitada pelo marido.

A esposa, por sua vez, também não quer se divorciar de seu marido porque ele deixa copos sujos na pia.

Ela quer divorciar-se dele porque ela se sente como se ele não a respeitasse ou a valorizasse, o que sugere que ele não a ama, e ela não pode contar com ele para ser seu parceiro ao longo da vida. Ela não pode confiar nele. Ela não pode estar segura com ele. Assim, ela deve procurar uma nova situação em que ela possa se sentir segura, valorizada, respeitada e feliz.

Em teoria, o homem quer ganhar esta luta, porque ele acha que está certo (o que eu concordo totalmente): O copo sujo não é mais importante do que a paz conjugal.

Aí muitos me responderiam agora: Se sua esposa pensasse e sentisse como você, ela daria uma chance para que se resolvesse sobre este tema. Infelizmente, a maioria dos caras não sabem que ela não está brigando pelo copo sujo. Ela está lutando por reconhecimento, respeito, valorização e amor próprio.

 (…)

Descobri tarde, como disse acima. Mas hoje me sinto na obrigação de ajudar um homem a solucionar qualquer situação que remeta a essa do copo sujo, em que esteja PROFUNDAMENTE ferindo sua esposa e fazendo-a sentir triste, sozinha, não amada, abandonada, desrespeitada, insegura, etc. … É tão difícil para os homens aceitar que nossa argumentação que pode ser solucionada em segundos, não tem uma raiz tão emocional como a delas?

Pense nisso: Tudo muda para sempre”.

 Texto bom para refletir, né? É realmente muito difícil para os homens entenderem o quão chateadas as mulheres ficam com esse peso de responsável pela ordem do lar que carregamos. E o quão não valorizadas somos por lavar TODA a pia, ao ponto de um copo ser um motivo tão grande de discussao!

 Uma pena que o Matt tenha percebido isso só após o divórcio! Gostei muito da pureza dos sentimentos que ele expôs.

Créditos: Mamãe Plugada

Tairine Vieira, 23 anos, mãe, curitibana, viciada em Grey’s Anatomy e ariana. Não tenho preconceitos com músicas, filmes ou qualquer coisa que seja. Acho que toda história (boa ou não) merece ser contada, por isso estou aqui. Certa vez analisaram minha caligrafia, e disseram que a letra não encosta na linha porque eu sonho demais, o que é verdade, afinal, pés no chão, não é comigo. Eu acredito que o ser humano é movido a paixões, amores e sonhos. Tenho um enorme defeito, rir de tudo que não posso e na hora errada. Costumo me dar ao luxo de passar os domingos de pijama vendo séries e filmes o dia todo. Sou fissurada em fotografias, e amo enxergar a simplicidade nos pequenos detalhes.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright © 2015 | Design: Manu Scharam | Código: Sanyt Design | voltar ao topo